BRASIL, Sudeste, Homem

Meu Perfil

VICTOR HUGO VASCONCELLOS
Escritor e professor



Histórico


Votação
 Dê uma nota para meu blog


Outros sites
 Prêmio Dardos
 Indicações Prêmio Dardos
 V. H. Vasconcellos - Poeta Taciturno
 Palimpsesto - Vera Helena Rossi
 Minha Opinião


 
A LOUCURA É SENSATA


Greve de professores

Olá! Como estão? Convencido


Hoje, dia 23 de maio de 2018, 32 escolas pararam oficialmente por conta da tirada de direitos dos docentes. Além dos colégios que suspenderam as aulas (entre eles, colégios de elite), professores de outras instituições também aderiram em respeito e solidariedade à causa, lembrando que, em São Paulo, há em torno de 2.500 escolas particulares.


Foram muitos os meios de comunicação que emitiram notas sobre a paralisação de hoje. Às 14h00 (horário de Brasília), iniciou-se a assembleia com os professores reivindicadores; após essa reunião, haverá ato livre no vão livre do MASP.


O SINPRO pronunciou-se ao ESTADÃO (23/05/2018): "O sindicato patronal, Sieeesp, propôs uma série de mudanças em direitos, como redução do recesso escolar do fim do ano e restrição das bolsas de estudos para filhos de professor."


Essa paralisação é por conta de benefícios que os docentes perderão. Não houve acordo entre o Sieesp (Sindicato dos Estabelecimentos de Ensino do Estados) e a convenção coletiva que o SINPRO (Sindicato dos Professores) defende.


Alguns dos itens discutidos são:

proibição de contrato intermitente e terceirização;

homologação da rescisão contratual no sindicato;

redução do recesso;

fim da garantia semestral;

redução de duas para uma bolsa de estudos para filhos desde que o professor dê pelo menos dez aulas.


Há muitas questões para serem discutidas sobre educação e o papel do professor. Na reportagem do Estadão (reproduzida no site da IstoÉ Dinheiro), há falas de pais de alunos sobre a paralisação. Alguns a favor, outros contra. Os pais que foram contra argumentaram que pagam uma "fortuna" de escola para não ter aula.


Concordo que as mensalidades escolares não são uma pechincha, ainda mais em se tratando do Colégio Santa Cruz (de onde surgiram algumas das reclamações de pais). Contudo, essa paralisação é uma forma do professor não perder seus direitos e poder fazer seu trabalho bem-feito. Essa reclamação é fruto de um pensamento individualista. Claro que uma greve (seja de qualquer setor) "atrapalha" nossa rotina; mas, insisto, será que um pequeno esforço para o coletivo não é válido? 


Estamos falando de educação. O Brasil apresenta índices muito aquém na área educacional (mesmo em escolas particulares, tidas como "mais fortes"). O INAF (Indicador de Alfabetismo Funcional) vem atualizando seus dados nada animadores, colocando a maioria da população brasileira como alfabetizados elementares (42% - grosso modo, leituras superficiais com raras inferências e relações exteriores).

 

Outro dado do INAF é que apenas 22% dos ingressos no Ensino superior são plenamente alfabetizados (alfabetizados proficientes). E se o Brasil, hoje (dados de 2016), apresenta apenas 8% da população plenamente alfabetizada, temos um problema muito sério. Então, nossa educação não está recebendo a importância devida, seja pelo governo, seja pela população, seja pelos próprios profissionais.


O número de universitários que buscam as licenciaturas vem caindo já faz algum tempo. O desprestígio da profissão, baixos salários, trabalho extra e conflitos diários afastam os jovens dessa área que é o pilar de qualquer país "de ponta" ou que queira ser "de ponta".


A população, quando não apoia seus professores, está desvalorizando ainda mais os poucos que ainda batalham por uma educação de qualidade, estudando e proporcionando experiências válidas em suas aulas. A área da docência está cotada para falta de profissionais em 10 ou 15 anos.


O governo, com a reforma trabalhista, indiretamente, leva ao docente algumas das retiradas de (poucos) direitos que ainda restam. 


Outro fator também relevante nessa greve de hoje é a desunião da classe e de quem está na área da educaçao. Se são 2.500 escolas aproximadamente, por que apenas 32 escolas se manifestaram e suspenderam as aulas? Apenas 1,28% dos colégios. Acredito que essa luta é para todos envolvidos na educação, pois é o alicerce de qualquer país. Ou vamos continuar a formar analfabetos? Continuar a importar ciência e tecnologia até quando? 


Talvez, as escolas queiram essa reforma. Pagar menos aos profissionais é uma boa economia. Ignorar a peça mais importante na engrenagem da educação. E não alivio também para aqueles profissionais que hoje foram lecionar por medo de perder seus empregos, mas que amanhã não conseguirão manter seus filhos na mesma escola porque esse direito será suprimido, ou que não terão a garantia do semestre, sendo demitidos em abril e terão que esperar até setembro para receber de novo um salário (isso se conseguirem um emprego na janela). Ou quem sabe, pegar contratos intermitentes, perdendo benefícios.


Essa luta é de todos! Um país decente faz-se com boa educação. Boa educação só é possível com bons profissionais, não existe mágica! E para manter bons profissionais, benefícios, salários e condições de trabalho devem ser adequados. Do contrário, veremos, nos próximos anos, ex-professores em várias outras áreas que ofereçam o mínimo que sua dignidade pede. 


Lista dos colégios que adderiram a greve hoje (lembrando que alguns colégios já se manifestaram afirmando que não irão contra o acordo coletivo e mesmo assim participaram da greve):


Alecrim

Alef Peretz/Renascença

Anglo21

Anima

Arraial das Cores

Beatíssima

Equipe

Escola da Vila

Estilo de Aprender

Giordano Bruno

Gracinha

Grão de Chão

Hugo Sarmento

Invenções

Lumiar

Madre Alix

Ofélia Fonseca

Oswald de Andrade

Pasteur (Vergueiro)

Politeia

Ponto de Partida

Recreio

Santa Clara

Santa Cruz

Santa Maria (médio)

Santi

São Domingos

Teia de Aprendizagens

Teia Multicultural

Vera Cruz

Viva

Viver


Deixo abaixo os links consultados. 



Isto É

Folha

Carta Capital

Compromisso de Todos 

INAF

O Globo

 

Obrigado pela visita e comentários!


 

"SE SOU LOUCO POR VER O ÓBVIO, QUERO ESSA LOUCURA PARA SEMPRE!"



Escrito por Jovem Werther às 17h34
[] [envie esta mensagem] []



A Netflix e O Mecanismo

Olá! Como estão?Convencido


Vocês já assistiram aO Mecanismo? Série original da Netflix?

Independentemente de terem assistido ou não, acredito que tenham ouvido alguns protestos e cancelamento de assinaturas da Netflix por conta desse seriado. Se não, farei um breve resumo.


Alguns famosos brasileiros (políticos inclusive) estão se manifestando contra o teor ideológico do seriado (que é ficcional) e cancelando suas assinaturas da empresa estadunidense provedora de filmes e séries televisas via streaming. O cerne da série é a Operação Lava Jato da Polícia Federal Brasileira, reconfigurada para um ãmbito ficcional, é claro. 

Se você não conhece a operação, clica neste link da wikipedia para saber o que é.  JAVA JATO


Algumas manifestações chamaram a atenção. Insisto novamente que a série é ficcional e não é utilizado nem um nome real nos personagens. Claro, que por se tratar de uma série contemporânea ao evento real, é possível fazer ligações com os "personagens reais"; todavia, é uma série. O primeiro episódio foi ao ar em 23 de março de 2018.


Em 25 de março de 2018, em seu site oficial, a ex-presidenta Dilma Rousseff publicou sua crítica negativa e ainda acusou o Diretor José Padilha (ele mesmo, de Tropa de Elite) de mentiroso. Eis a citação: "A propósito de contar a história da Lava-Jato, numa série 'baseada em fatos reais', o cineasta José Padilha incorre na distorção da realidade e na propagação de mentiras de toda sorte para atacar a mim e ao presidente Lula" (EQUIPE DILMA, 2018). 


A Redação da Revista Isto É publicou, em 26 de março de 2018: "Há presidentes da República, doleiros do posto de gasolina que desviam dinheiro para campanhas políticas, diretores comprados do 'banco federal' e da 'PetroBrasill' — e até uma versão do 'Japonês da Federal'. As semicópias de figuras reais e o didatismo da narrativa podem irritar. O que torna a série imperdível é o clima de tensão e suspense que atravessa a história, centrada nas obsessões de dois policiais idealistas e contadas em tom confessional" (REDAÇÃO, 2018).


Ainda na Revista Isto É: "o ator José de Abreu cancelou sua conta na Netflix em forma de protesto, de acordo com informações do jornal O Globo". O ator, segundo a fonte, disse que a série é "mentirosa, preconceituosa e mostra o ódio que José Padilha tem do Brasil". 


Também em 26 de março, a Redação da Rede Brasil Atual publicou: "O Mecanismo, dirigida por José Padilha, vem sendo alvo de críticas devido a distorções e manipulações de diálogos e situações que têm como objetivo detratar os ex-presidentes Luiz Inácio Lula da Silva e Dilma Rousseff, ambos do PT" (REDAÇÃO, 2018).


E completa: "Devido às tentativas de enganação e manipulação política, usuários têm manifestado críticas não só a Padilha, mas também à Netflix, muitos inclusive anunciando que não assinam mais o produto" (REDAÇÃO, 2018).


Só para explicar esse trecho. Uma série ficcional é acusada de manipular e distorcer os diálogos e situações que aconteceram na verdadeira Lava jato. Só eu achei estranha essa afirmação? 


Felipe Demartini, em 26 de março publicou que o crítico de cinema Pablo Villaça cancelou sua assinatura da Netflix. Escreveu: "Também pelo Twitter, ele revelou não apenas estar encerrando sua assinatura como o banimento da Netflix de uma coluna de indicações de filmes em serviços online" (DEMARTINI, 2018).


Em 29 de março, Bruno Brandão, no Portal da Folha de Pernambuco, publicou: "O telemarketing da Netflix já tem a resposta pronta para aqueles que ligam reclamando da sua nova série 'O Mecanismo', do diretor José Padilha, que aborda o tema operação Lava Jato: “É uma série dramática de ficção inspirada em eventos reais ocorridos no Brasil” (BRANDÃO, 2018).


Selecionei alguns trechos das publicações que ocorreram na semana da estreia da série para refletir acerca dessas manifestações. Embora eu seja mestre em linguística, mais especificamente análise do discurso; não utilizarei aqui categorias teóricas ou científicas. Basta a hermenêutica.


O Brasil vive uma "democracia", bem entre aspas mesmo. O diretor José Padilha teve que se explicar por conta das seleções de falas e criação de personagens. Se é uma série ficcional, não um documentário, a realidade é secundária nesse tipo de gênero. Todos aqueles que acusam a série de ser mentirosa estão certos. É uma mentira a série toda, pois é uma ficção. Vamos lembrar que o Brasil tem apenas 8% de pessoas plenamente alfabetizados (INAF), logo a ignorância do gênero não é uma surpresa.


O meu grande argumento é que a série é ficção. Repeti isso várias vezes neste texto. Claro que o viés ideológico do diretor permeia toda a obra. É claro que a série é contemporânea aos fatos que a inspiraram, a relação entre personagens e ficção é notória. Mesmo assim, ainda é uma ficção. O diretor pode (e deve) manifestar-se politicamente por meio de sua obra, pois não é a sétima arte? 


Esses que criticaram, fizeram boicote, cancelaram suas assinaturas estão boicotando o avanço do cinema brasileiro; coisa que a empresa estadunidense não fez, reconhecendo não apenas Padilha, como Meireles (Ensaio sobre a cegueira) e Rodrigo Santoro (300). 


Vou além. Estão adotando posições políticas reais sobre uma série ficcional. Em vez de fazerem-na (a série) perder força, transformam-na em um toten da oposição. Ou será que estou sendo tão inocente em desprezar que uma série ficcional pode influenciar eleitores em outubro deste ano? Que o PT sendo alvo maior na série disvirtuaria a realidade angélica do partido? Ou que os que cancelaram as assinaturas são militantes da esquerda inexistente no nosso país?


Enfim, se a série for considerada ficção, que seja vista como tal. Uma visão parcial e artística, sem julgamentos sobre os fatos da Lava jato. Se for considerada com valor de verdade, qual é a sua noção de realidade? E se for aceita como produzida contra seu partido político e você aceitou a crítica, devo dizer que política não é futebol, isto é, briga de torcidas.


Por essa e por outras que o Brasil apresenta níveis altíssimos de corrupções e uma política desmoralizada aqui e no exterior. Sua população permite tal teatro sem nenhum talento.


Não gostou da série, não a assista! Você não é obrigado!


Referências:

Site Dilma Rousseff 

ISTO É 

Rede Brasil Atual

Canal Tech

Folha de pernambuco

 

Obrigado pela visita e comentários!

"LOUCURA É PERCEBER A QUEDA E CONTINUAR INSISTINDO!"



Escrito por Jovem Werther às 23h06
[] [envie esta mensagem] []



Viagens 1 - Cachoeira do núcleo Cabuçu - Parque Estadual da Cantareira

Olá, Como estão? Convencido

Para quem gosta de viajar, conhecer novos lugares e passeios divertidos, o blog A Loucura É Sensata trará para todos sugestões e rotas.


A sugestão de hoje é o parque da Cantareira - Núcleo do Cabuçu.

Esse parque fica na cidade de Guarulhos-SP. Muito próximo da zona norte da capital do estado.

O parque possui quatro trilhas: Jaguatirica (1 Km), Tapiti (250 m), Sagüi (730 m), Cachoeira (5,2 Km). – 7km total.


Este núcleo é mais tranquilo do parque da Cantareira (que possui 4 núcleos). 

Há duas áreas para piquenique, não há lanchonetes, portanto leve lanches e bastante água. 

A trilha da cachoeira tem 5.330 metros ida e volta que pode ser feito em até três horas, passando por árvores imponentes e outras atrações, como a barragem, que é linda!

 

A trilha é arborizada com várias subidas. A Mata Atlântica na sua extensão deixa o caminho mais bonito. Cuidado com as cobras que podem aparecer na trilha! 




A queda d´água é pequena, mas dá para se molhar, não para nadar. A água gelada e refrescante revigora a energia depois da caminhada.

 

 


O mirante também é fantástico! A vista da água é muito agradável aos olhos!


 

Parque da Cantareira 

Horário de funcionamento: sábado, domingo e feriados, das 8h às 17h.

Ingressos: R$ 14 e meia entrada para estudantes.

Professores de rede pública não pagam.

Av. Pedro de Souza Lopes, 7903 – Jardim São Luis – Guarulhos/SP – Tel.:  (11) 2401-6217


Referências:

Folha de São Paulo

Passeios Baratos

Mochileiros


Obrigado pela visita e comentários! Jóia

"VAMOS CRIAR MAIS MOTIVOS COM SABEDORIA PARA AMPLIAR NOSSA LOUCURA!"



Escrito por Jovem Werther às 17h15
[] [envie esta mensagem] []



Tema do Enem 2017: complicadíssimo.

Tema do Enem 2017: complicadíssimo.


1) o aluno precisa saber o que é surdez

2) o que é formaçào educacional

3) precisa saber os entraves de ser surdo em um mundo feito para ouvintes

4) o que é educar um surdo.


Sobre este último ponto, apresento:


a) a Libras foi declarada língua oficial do Brasil ao lado do português neste século. A população brasileira estâ longe de ser bilíngue.

b) a bibliografia de ensino de surdos é escassa e, muitas vezes, uma adaptaçào malfeita dos materiais feitos para ouvintes.

c) o único curso do Brasil que forma e habilita professores para ensinar português L2 para surdos é o curso de letras da universidade Federal do Pará - em que participei como avaliador de bancas de Tcc desse curso.

d) sei disso porque meu amigo, além de professor na universidade supracitada, escreve sua tese de doutorado sobre ensino de português L2 para surdos.

e) há a DERDIC (PUC/SP)  e uma outra instituiçao no Rio de Janeiro cujo nome nào me recordo.

f) A Libras é uma língua natural, logo possui morfologia, sintaxe e variações linguísticas inerentes a qualquer língua (não é mímica, é um sistema complexo). Logo, segundo a antropologia da linguagem do início do século XX, a língua molda a forma de vermos o mundo, como bem mostrou o filme "A Chegada". Portanto, entender a língua e como o surdo pensa é importantíssimo, ou melhor, imprescindível.


É ou não um tema complicado?

V. Hugo. Vasconcellos

05/11/2017



Escrito por Jovem Werther às 09h34
[] [envie esta mensagem] []



Poema sobre Moçambique

Olá, como estão?


Gosto de divulgar bons textos. Textos de meus alunos aparecem neste espaço de reflexão.

Desta vez divulgo um texto que versa sobre um país do continente africano. Boa apreciação. 


Moçambique

por Raquel Class


Moçambique é muito bonito

Tem lugares que você olha

E dá vontade de sar um grito.


Mas também tem lugares muito feios

Que se você olha,

Cai de joelhos.


Lá, eles falam a língua portuguesa

Eles falam diferentemente, mas é bonito

Igual à cor turquesa.


Um dia, vou para Moçambique

Para conhecer a cultura

As roupas

E ficar bem chique.

 

Obrigado pelas visitas e comentários.

"EXPRESSAR-SE É UM GRITO DE LOUCURA!"



Escrito por Jovem Werther às 23h20
[] [envie esta mensagem] []



Paz de Espírito

Olá! Convencido

Antes de tudo, FELIZ 2015!!!!!!

Hoje deixo um texto do espírito!!!!!!

 

Quero paz de espírito!

Começo este texto com esse desejo. Quero paz de espírito!

Não vejo outra forma de ser feliz hoje. Quero paz de espírito!

Quero trocar a cólera pela calma. A raiva pelo amor. Quero paz de espírito!

Quero sorrir ao ver cachorinhos brincando e crianças bagunçando. Quero paz de espírito!

As flores perfumando as ruas sempre fizeram minha alegria. Quero paz de espírito!

Quero sentir-me leve todos os dias. Quero ajudar todos os meus amigos, sorrir com eles. Quero paz de espírito!

Depois daquele episódio que me afastou da paz de espírito, quero aproximar-me dela, dessa paz que me é cara demais.

Esquecerei os sentimentos e as paixões que não me são úteis neste momento. Quero buscar meu equilíbrio e minha paz de espírito.

Quero paz de espírito!


Obrigado pela visita e pelos comentários.

"EMOÇÕES NOS LEVAM À LOUCURA DAS POSSIBILIDADES IMPENSÁVEIS"



Escrito por Jovem Werther às 13h16
[] [envie esta mensagem] []




[ página principal ] [ ver mensagens anteriores ]